O primeiro Half-Life recebeu uma pequena atualização. O patch foi disponibilizado no Steam há algumas horas e corrigiu alguns problemas (pequenos e grandes) relatados em grande parte por membros da comunidade (que são agradecidos um a um na descrição de problemas). Aqui está a lista:

  • Corrigido falha ao inserir certas cordas malformadas no console do jogo. Graças ao Marshal Webb da BackConnect, Inc. por ter relatado isso.
  • Corrigido falha ao carregar um arquivo BSP malformado especialmente criado. Graças a Grant Hernandez (@Digital_Cold) por denunciar isso.
  • Corrigido arquivos SAV malformados permitindo que arquivos arbitrários sejam escritos na pasta do jogo. Obrigado a Vsevolod Saj por ter relatado isso.
  • Corrigido um acidente ao mudar rapidamente as armas que são consumíveis. Obrigado a Sam Vanheer por ter relatado isso.
  • Corrigido falha ao configurar decalques personalizados

Como apontado por vários olhos cuidadosos, muitos dos problemas que as notas de patch referem ocorrem especialmente quando se usa o console e outros arquivos que dependem dos mods. A Valve pode ter querido tornar a vida fácil para estes e seus criadores.

Meia vida

Agora vamos para a parte mais interessante, mas, agora e tristemente, mais "especulativa" e hipotética. Esse patch poderia ter alguma coisa a ver com a chegada de um terceiro capítulo? Uma coisa é certa: A válvula nunca faz nada por acidente. Atualizando APÓS ANOS 19, esse título não é casual, especialmente sabendo o quanto de interesse e desejo que a comunidade há muito seguiu a Half-Life.
Gestão técnica normal? Claro que não. Você vê que eles ainda se preocupam com todos os seus projetos? Provavelmente. Você volta para falar sobre a saga e atrair a atenção imediatamente? Certamente, e eles conseguiram.
Eles são apenas hipóteses, é claro, mas simplesmente respondem questões que poderiam surgir legitimamente diante de tal caso. Seria estúpido não fazê-lo e tentar não ler entre as linhas, como se pensaria ter descoberto a verdade. Duas perguntas, então fizemos ... e você?