Alguns dias após o lançamento oficial do Monster Hunter World para PS4 e XBox One, Kaname Fujioka e Yuya Tokuda, diretores da equipe que criou o jogo, em uma entrevista na IGN explicaram por que provavelmente não veremos esse título no Nintendo Switch:

"Não temos planos para o Switch no momento. Em parte porque o título estava em desenvolvimento por quase 4 anos e quando precisamos fazer nossas escolhas de hardware, decidimos usar a geração de console mais poderosa atualmente disponível, que eram PS4 e Xbox One. Então, a decisão foi feita antes do Switch ter sido anunciado ou à venda.
É também porque, para cada título, decidimos qual hardware é mais adequado ao conceito. Nós não olhamos para tudo. É mais como "Se quisermos alcançar esse tipo de conceito de jogo, qual é o melhor lugar para alcançá-lo"? e para este título PS4 e XBox One foram os que melhor se adequaram a nós"

Por outro lado, as limitações técnicas do Switch seriam incompatíveis com os requisitos de hardware de Monster Hunter World que apresentará nos monstros de tela realmente gigantescos, resultantes do ponto de vista gráfico (a menos que sejam baixas óbvias) incompatíveis com os recursos do novo console da Nintendo.

No máximo, os jogadores da Nintendo Switch também podem protestar. Monster Hunter XX ainda não tem uma data (e é desconhecida se for) para o mercado ocidental, apesar do sucesso acima das expectativas no Japão e a base de fãs na Europa e América exige o título em voz alta.

Em vez Monster Hunter World ele chegará em PC somente na segunda metade do 2018.