A disputa legal entre John Carmack e ZeniMax, que começou quando Carmack processou a empresa em março 2017, terminou. Carmack disse no Twitter que a Zenimax "cumpriu integralmente suas obrigações" com relação à aquisição de id Software no 2009, e cada uma das partes retirou suas reivindicações contra o outro.

A disputa surgiu logo após a ZeniMax receber 500 milhões de dólares em sua ação contra Oculus VR, arquivado de acordo com a alegação de que o co-fundador da Oculus, Palmer Luckey, havia violado um NDA antes de trabalhar com o ZeniMax na tecnologia VR no 2012-13. Carmack, que ingressou na Oculus como CTO pouco antes de sua saída da id Software (ele trabalhou nas duas empresas por um curto período), disse que a ZeniMax não conseguiu efetuar o pagamento final da aquisição, e, portanto, ele ainda lhe devia milhões 22,5.