Isso realmente aconteceu. Na Irlanda, um diretor sênior da EA foi demitido por ter dito, citamos textualmente, não querendo "tirar o pisell * e colocá-lo na mesa para ver quem tem o maior". A vítima, Philippe Grenet, foi enquadrado pela espionagem da pessoa com quem ele interage, uma mulher (infame) cujo nome não sabemos. Este último, fortemente indignado, terminou a conversa imediatamente relatou o fato, levando ao estabelecimento do Grenet.

Grenet, antes do tribunal, defendeu-se dizendo que sua declaração não queria mostrar a intenção de querer "comparar o comprimento de seu pênis", mas "não querer iniciar uma competição" com a pessoa a quem ele se referia. Qual é então o significado universal desse modo de falar.
Não só (e aí vem a beleza). Philippe também afirma que o colega com quem ele conversava é certamente movido pela má fé., tendo aplicado (perdendo) para o cargo que ocupa atualmente. "Ele sempre mostrou uma atitude negativa e menosprezou meu papel como seu gerente".

O advogado da EA declara que, tendo o Grenet admitido o fato, é o direito da empresa de rescindir o contrato. Evidentemente, no entanto, o tribunal pensa em contrário, impedindo-o A EA indicará outra pessoa para o antigo papel de Grenet até que o assunto seja resolvido, com o caso acontecendo na próxima semana. Como isso vai acabar?

#TEAMGRENET

Fonte