Diário de bordo, dia 1

Agora vou contar meu primeiro impacto com o Atlas, que durou cerca de uma hora e meia. Eu enfatizo que o que aconteceu não foi filtrado ou acentuado, é simplesmente uma história do que aconteceu:
baixe o jogo sem problemas através de um código fornecido pela casa de software; comece-o; Eu crio meu PC com uma tatuagem da famosa área da garganta Phava de Fraws exibido no MOMA; spawno no mundo; Eu, com um miserável RTX 2080, eu tinha certeza de manter tudo tão imposto, mesmo antes de começar o jogo, tudo nas configurações máximas. Uma vez que apareceu no mundo dos jogos, após cerca de um par de minutos de carga e com a ideia de que tudo estava trancada, naturalmente começa com atrasos e tendo em uma desprezível e, sem entender como, eu morro. Antes de reaparecer todas as configurações e a resolução, respawno, mas desta vez no céu, eu caio em direção ao chão e morro; repito novamente, eles me atacam com cobras, eu morro; mais uma vez, debaixo d'água, no meio do oceano, prefiro me suicidar para estabelecer um novo ponto de renascimento. A partir daqui sucedem-se cerca de quarenta minutos para mudar pontos de desova e consequentes mortes por afogamento, quedas do céu, erros que me fazem renascer em um paraíso etéreo onde eu só vejo nuvens brancas, até que, finalmente, eu aparecer em um cidade. No meio das montanhas e da neve, estou morrendo de frio.

Apenas um pouco de dificuldade para carregar as texturas

Diário de bordo, dia 2

Mesmo que o primeiro dia tenha sido bastante traumático, não devo me desmoralizar. Antes de começar o jogo, entendo que preciso de ajuda. Eu escrevo um post no subreddit dedicado ao Atlas pedindo ajuda sobre como começar. Então eu entendo que a melhor coisa a fazer é começar a partir de um Freeport, ou seja, uma área em que já existe uma porta e NPCs e onde você pode começar a recuperar os primeiros materiais. A quantidade de materiais necessários para criar objetos é bastante cara, mas também é fácil de encontrar. O sistema de produção é bastante simples: como você anda em torno de você pode segurar E para coletar fibras e pedras, em seguida, apenas golpear por um minuto uma árvore, a fim de criar a primeira escolha, e de lá tudo em descida (aproximadamente). Depois de alguns minutos você pode criar machado, fogueira, lança, cama e caixa para colocar materiais. Cada ação aumenta o bar experiência e, conseqüentemente, aumentar em nível o que nos permite aumentar uma das nossas estatísticas (vida, peso transportável, resistência e assim por diante) e também aprender uma série de habilidades relacionadas com o ataque, a domesticação de animais ou para a navegação. Além disso, é possível aprender a criar novos objetos através de um sistema de árvores que é mal concebido e difícil de interpretar. Perfeito, meu conjunto de sobreviventes está pronto. Eu aconselho você a criar a cama primeiro, para ter um ponto de respawn fixo. Dentro do Freeport há também um NPC do qual você pode comprar uma jangada ou um pequeno barco. Melhor se preparar, matar alguns animais para reunir um pouco de carne 'para a jornada que me espera, eu compro o barco, eu coloco na cama, eu faço um par de viagens para Freeports (divididos em norte, sul, leste e oeste) e desligue . Amanhã minha odisséia vai começar, estou confiante!

Isto é o que vi durante os meus primeiros respawns

Diário de bordo, dia 3

O barco desapareceu, junto com todos os objetos que eu havia cultivado, a caixa cheia de materiais e a fogueira cheia de suculentos bifes cozidos e carvão. E até meus níveis desapareceram. É como se meu PC tivesse se redefinido. E não, eu verifiquei e o servidor não tinha sido escrito de volta algumas horas ou eu fui atacado, eu sou um servidor PvE. Ainda tenho a chance de adicionar todos os níveis que fiz até agora, mas perdi tudo. Desconsiderado eu pergunto em um bate-papo onde poderia ser o meu barco e me perguntar se eu viajei de um cluster para outro ou em qualquer caso fez movimentos rápidos em certas direções. Eu respondo sim, eles me dizem que é um bug, acontece, eu tenho que começar a agricultura novamente. Desligo.

Aqui está a divisão do mundo do jogo. Um mega mapa dividido em clusters, cada um como se fosse um servidor separado.

Diário de bordo, dia 4

Não, hoje eu não jogo.

Diário de bordo, dia 5

Melhor arregaçar as mangas. Repito tudo o que fiz durante o dia 2. Vamos, subir de nível, aprender a construir objetos, comprar minha primeira balsa e ir embora. Desta vez tudo funciona e eu finalmente me pego surfando. O sistema de navegação não é muito bem feito, mas pelo menos é compreensível. Antes de chegar ao leme, você tem que abrir as velas e, usando um diagrama prático sempre mostrado no canto superior direito, tente seguir o vento para ir mais rápido. O "problema" é que, se você estiver no leme, para abaixar as velas, você terá que "sair" do guia, clicar nas velas e modificar a abertura. Há que ser um hábito, mas pelo menos funciona, mesmo que não seja muito bom, é melhor não notar. E então eu navego. Direção leste, em direção a outro cluster. E é isso, nada mais acontece por mais vinte minutos. Navigo. De vez em quando um golfinho brota, pulando na água, seguindo a jangada e a cena também era interessante à sua maneira: o golfinho não buggy. O mapa é definitivamente maior do que eu imaginava e os tempos de navegação entre as diferentes áreas são incrivelmente longos. Finalmente, depois de alguns vídeos do YouTube de espera, chego. De longe vejo a terra, aproximando-me também vejo muitos navios, não jangadas, mas apenas enormes galeões com muita gente. Finalmente um pouco de vida! Pousando, um crocodilo me persegue, eu morro. Respawno no barco, firmemente ancorado na costa, parece um crocodilo perto, eu morro. Por hoje eu diria que é o suficiente.

As alegrias da minha primeira viagem

Diário de bordo, dia 6

Eu entendo que o jogo tem problemas que eu não quero superar, pelo menos não sozinho. Em todos os lugares, tanto no Reddit quanto no fórum oficial, eles recomendam que seja tocado na empresa, o que facilita o contato. A vida de um pirata solitário é impossível no mundo de Atlas, pelo menos por agora. Fecho-a, esperando um dia reabri-la e descobrir que mudou, mas por enquanto não merece meu tempo. Eu também tentei um servidor não oficial com experiência e loot multiplicado por 8 mas, simplesmente, você primeiro encontra alguns bugs ou morre nas mãos de monstros estranhos. Parece que os desenvolvedores esqueceram todas as coisas boas que aprenderam com o desenvolvimento do Ark. Eu apenas tenho que esperar e esperar.