O lançador de epic Games está sob acusação de várias fontes que, analisando e examinando vários arquivos e serviços em execução, descobriram muitas dados roubados da Epic Games Store.

Com efeito, o programa recém-nascido da empresa americana realiza um varredura dos processos atuais do PC, além de procurar por certificados e DLLs sem o conhecimento do usuário. Esses dados, além de informações gerais sobre o PC, também processos e assinaturas relacionados aos jogos no catálogo do Steam usuário, todos os dados são transmitidos para a Epic Games.

A justificar estas manobras são Daniel Vogel da divisão de engenharia da Epic Games: os dados coletados seriam parte do programa "Support-A-Creator", que permite o pagamento de tributos aos desenvolvedores, além de Acompanhe várias estatísticas. Depois, há acesso a cookies e certificados, explicados pela Vogel como algo normal sendo o Lançador baseado em cromo, explorando assim esses dados para "ligar" com mais precisão ao jogador. Palavras também sobre a questão da biblioteca Steam: a Epic Games Store permite que você importe seus amigos Steam para esta o lançador faz uma cópia local codificada do arquivo localconfig.vdf e isso é enviado para a Epic somente se houver consentimento explícito do usuário.

Finalmente, Daniel Vogel reafirma aos interessados vazamento de dados para partes externas, incluindo a própria Tencent (que controla parte da Epic Games) que poderia vendê-las ao governo chinês: A Epic não transmite esses dados para ninguém, seja parceiros externos ou acionistas.

Uma situação bastante delicada, que encontrou respostas de epic Games mas isso poderia continuar a preocupar os mais céticos.

comentários

respostas