Com a apresentação do último balanço, Microsoft rompe oficialmente a barreira de capitalização de trilhões de dólares. A empresa de Redmond, portanto, se junta ao clube das empresas mais ricas do mundo, juntando-se à Apple e à Amazon, e superando empresas como a VISA e a Exxon Mobil. Só para se ter uma ideia, um trilhão é maior do que o PIB da Turquia e é o dobro do PIB da Bélgica. Spicci.

O grande salto não foi feito graças à seção de jogos, que apesar de aumentar suas receitas em 5%, foi decepcionante e "abaixo das expectativas".
Acima das expectativas, por outro lado, é o resultado de vendas no setor de PC, com o Windows 10 agora presente em mais de 800 milhões de dispositivos e com serviços em nuvem (surpresa real deste orçamento) que registrou um aumento na receita 41% em relação ao ano anterior.

A Microsoft conseguirá enfrentar a concorrência?