Neste período, mais terminais de jogos estão surgindo do que o normal e Black Shark, A marca de jogos da Xiaomi, apresentou a segunda versão do seu principal terminal: o Black Shark 2 Pro.

O equipamento de hardware é muito respeitável e utiliza os mais recentes componentes do mercado. O processador é Qualcom Snapdragon 855 Plus, com a sua configuração de núcleos 1 + 3 + 4, uma GPU em cerca de 1 poder Teraflops, 12GB de ram LPDDR4X e até 256GB de memória 3.0 UFS. Tudo resfriado pelo que a empresa chama de "sistema de refrigeração líquida de contato direto 3.0".

Muita atenção parece ser colocada na tela, mas não com métricas comuns. O painel é um AMOLED de características ainda desconhecidas. No entanto, ele terá uma frequência de amostragem de entradas 240hz e será o monitor com a menor latência no mercado: apenas 34,7ms, que é um valor muito baixo para smartphones.

O dispositivo também integra um sistema para regular o quanto o movimento do polegar corresponde às ações do jogo, um análogo do DPI do mouse. O resto do equipamento é de primeira linha, com bateria 4000mAh, sensor Sony IMX586 da 48Mpx e duas colunas frontais da 1W.

Os jogos para celular estão crescendo e o nascimento de smartphones dedicados é um sintoma natural. A vantagem é que um celular com esse poder será muito poderoso em todos os outros cenários de uso. A Blackshark também firmou acordos com a Gameloft patrocinando o primeiro Série Asphalt eSport, que vai jogar sua final na Gamescom na Alemanha em agosto.

O produto estará à venda na China a partir de agosto 2. No momento da mudança, a versão com 128GB de memória interna será vendida para 391 €, enquanto a de 256GB custará 521 €. No momento não há informação precisa para marketing aqui, mas virá em breve.

comentários

respostas