Entre os videogames italianos da gamescom em Colônia, também encontramos uma joia criada pelo novo estúdio de desenvolvimento Jogos One O One (anteriormente conhecido como 101%) em colaboração com Daedalic: O suicídio de Rachel Foster. Fomos hospedados no estande da empresa de software que gentilmente nos ofereceu um teste de meia hora para testar uma prévia o jogo.

O título é um trabalho muito particular que nos oferece um gráfico extremamente detalhado em um ambiente muito negligenciado: estaremos de fato em um hotel abandonado em Montana, em alguns aspectos semelhante ao temível e muito mais conhecido Overlook Hotel di Brilhando, Onde o Nicole, nossa protagonista, se vê prisioneira por causa de uma espessa nevasca. O hotel, na mente do nosso protagonista, não lhe traz boas lembranças já que naquele lugar aconteceu uma coisa terrível: Rachel Foster, sua melhor amiga, cometeu suicídio em circunstâncias que nunca foram totalmente compreendidas.

No 1993, dez anos depois do crime, Nicole decide voltar ao lugar que detestava para tentar compensar a família Foster. Infelizmente, devido a uma tempestade, ele não pode ir para casa, mas, graças ao inesperado, paradoxalmente, seremos forçados a investigar o que aconteceu para tentar entender o que realmente aconteceu naquele lugar e encontrar a justiça que Rachel nunca teve. .

O telefone celular é um precioso aliado também graças à preciosa ajuda de Irving, um agente da FEMA que nos ajudará na investigação.

A nova demonstração disponibilizado está dividido em dois dias: substancialmente nos encontraremos tendo que lidar com esses pequeninos vagando pelo hotel de uma maneira desnorteada já que, obviamente, não conheceremos o ambiente do jogo em que nos encontraremos. esta desconforto, no entanto, é desejado pelos próprios desenvolvedores e não é uma desvantagem pelo contrário, estimula o jogador (também graças a um excelente setor sonoro capaz de tornar a situação mais intrigante) para tentar encontrar soluções para avançar no título. Em caso de dificuldade, no entanto, não tenha medo: seu precioso aliado capaz de resolver qualquer problema é um mapa que não só revela as áreas internas do hotel, mas também, nas costas, também apresenta pequenas pistas que podem ajudar o jogador em caso de dificuldade.

Do ponto de vista da gameplayleva toma sua sugestão de títulos mais conhecidos, um acima de tudo Relógio de fogoalém de dar muita importância para o áudio que, como mencionado acima, será fundamental para poder prosseguir no jogo (os mesmos desenvolvedores recomendam testar o título com fones de ouvido para mergulhar completamente na configuração).

Não, não é o Overlook Hotel em Shining, mas estamos com falta dele.

O suicídio de Rachel Foster parece um produto bem conservado: pense em quantas detalhes podem ser encontrados em todos os quartos. O título chegará em breve ao PC (Steam), PlayStation 4 e Xbox One.