A Disney notou que talvez haja muitos filmes de Guerra nas Estrelas e, na verdade, não parece estar totalmente errado sobre o assunto.

O CEO Bob Iger durante uma entrevista nesta semana para o BBC Radio 4, comentou sobre o conteúdo criado pela Disney para a franquia Star Wars nos últimos anos. Durante a conversa com os caras da BBC, Bob disse: "Eu disse publicamente o que penso, que fizemos e lançamos muitos filmes de Star Wars em um curto período de tempo"

Iger teve o cuidado de deixar claro que não estava decepcionado com o desempenho deles, uma referência clara ao que ele trouxe para casa nas bilheterias de Solo: Uma História de Guerra nas Estrelas, mas acrescentou: "Acho que há algo especial nos filmes de Guerra nas Estrelas, e menos é mais".

Uma declaração interessante, especialmente devido ao hype que foi criado para a nova trilogia, agora congelada, de Rian Johnson e David Benioff e DB Weiss, showrunner do Throne of Swords, mas a pergunta é: a Disney está aprendendo com seus erros?

Disney trabalhou duro para gerar o hype para seus filmes nos fãs Tema Star Wars, trabalho que começou com A força desperta no 2015, os spin-offs para o próximo filme Ascensão de Skywalker. Não é surpresa que os fãs estejam sentindo o desejo pela franquia desaparecer, mas ouvir o CEO da Disney reiterar o conceito deixa claro como se sentia.

Mas a Disney + pensa de outra forma: o serviço de streaming de assinaturas expandirá ainda mais o mundo de Star Wars com suas séries, como O Mandaloriano que estará disponível no lançamento do serviço. No futuro, também veremos uma série prequel em Cassian e a nova temporada da série animada Star Wars: Rebels. Resumindo, parece que a Disney não está exatamente puxando o freio em suas produções "estelares".

O que você acha das palavras do CEO Bob Iger? Você concorda com ele sobre o problema de muitos filmes de Guerra nas Estrelas ou acha as declarações dele estranhas no que diz respeito ao conteúdo do Disney +? Falando em filme, é franquia, você já viu o novo design do Sonic?