Yager, o estúdio que ele criou Spec Ops: The Line, está desenvolvendo um novo FPS multiplayer que será chamado O Ciclo, atualmente com acesso antecipado. O alfa do último título foi hospedado em vapor, mas no momento o jogo está disponível apenas noLoja de jogos épicos, onde parece que continuará sendo exclusivo pelo menos em um futuro próximo. Yager explicou por que ele preferiu abandonar a plataforma válvula a favor da Epic.

Em uma entrevista com PCGamesN, Jonathan Lindsay, o produtor executivo do The Cycle, disse:

“Começamos no Steam com alfa aberto e ficamos por meses. Jogamos com uma comunidade em crescimento. Quando decidimos mudar para a Epic - Lembre-se de que trabalhamos com Unreal Engine [Motor gráfico da Epic] desde 2005. Estávamos entre os primeiros na Europa e somos conhecidos pela ajuda que demos a outros estudos da Unreal - não esperávamos uma reação tão forte. Estávamos entre os primeiros a ir à Epic e estávamos em negociações com eles há muito tempo. "

“Então não tínhamos contado [a reação negativa]. Classificamos isso em uma plataforma recém-nascida como Epic Game Store teria havido menos concorrência do que no Steam. Do ponto de vista econômico e comercial, se levarmos em conta também o relacionamento com a Epic que sabíamos ser uma empresa sólida, a operação fez todo o sentido

Obviamente, os jogadores reagiram de maneira muito negativa à mudança de plataforma e à política exclusiva da Epic. Lindsey inicialmente não esperava nada disso, mas agora afirma entender os motivos dos jogadores:

"Eu não estava esperando, mas agora ... eu os entendo. Parte de mim os entende pelo menos. Muitos brincam com amigos e mudar de plataforma dificulta. Alguns podem permanecer na plataforma antiga e isso é irritante. Mas esses confrontos entre "fãs" também são da natureza humana, isso também acontece entre o Mac e o Windows ".

Felizmente, diz Lindsay, a equipe de desenvolvimento não sofreu os efeitos da raiva dos jogadores em relação à Epic:

“Você percebe isso nos comentários dos nossos vídeos no YouTube. A raiva é direcionada principalmente para a Epic. Nossas previsões de ganhos e o número de jogadores estão alinhadas com nossas expectativas ".

“O Steam é uma plataforma multiplayer, mas também com muitos outros jogos. Tem sido freqüentemente apontado que se destacar no Steam será cada vez mais difícil. A mudança para a Epic funcionou como esperado. Os desafios mais difíceis estão à nossa frente, precisamos entender o que está faltando no lançamento da versão 1.0."

O ciclo está previsto para ser lançado no verão. A versão para PC terá prioridade máxima, mas um investimento recente do conglomerado chinês Tencent permitirá trazer Ciclo também no console.