Lucca Comics será feito. O anúncio foi dada ontem 10 de julho, por Emanuele Vietina, diretor da feira de nerds entre as maiores do mundo, e eliminou as preocupações devido à emergência do coronavírus. As datas são as de sempre, entre outubro e novembro, de 29 a 1, para ser mais preciso.

Obviamente, a fórmula com a qual o evento será realizado é completamente diferente da dos anos anteriores. A feira terá que garantir espaços adequados e distâncias de segurança para evitar se tornar um centro de difusão de pandemia. A disponibilidade de ingressos para acessar os pavilhões será, portanto, drasticamente reduzida, e todos os eventos serão realocados para evitar reuniões.

Portanto, não há multidões oceânicas às quais estamos acostumados, mas a Lucca Comics não tem a intenção de diminuir o tamanho para isso. A feira integrará os eventos da cidade com outras iniciativas on-line e através da mídia tradicional, TV e rádio. Como aconteceu no passado, Rai, em particular Rádio 2, colaborará com a Lucca Comics para contar ao resto da Itália sobre as iniciativas da feira.

As iniciativas que envolvem a rede não poderiam faltar. Os organizadores de Lucca decidiram transmitir alguns eventos via streaming com pacotes premium, que permitirá acessar visualizações e exibições.

Por fim, os quadrinhos e jogos de Lucca se espalharão por todo o território nacional com fogueira. As principais lojas de quadrinhos do país receberão eventos relacionados conteúdos especiais e lançamentos do momento, em linha direta com as atividades realizadas em Lucca.

O diretor do Vietina disse:

“O diálogo com a comunidade, editores, parceiros e autores, com o objetivo de identificar as necessidades às quais o festival responde, serviu para reforçar a ideia de que o desafio é aquele com o conceito do evento a que estamos acostumados."

Com o novo formato, Lucca responde, portanto, ao desafio de Coronavírus e ao lançado indiretamente de Milão em fevereiro, quando foi anunciado a união em uma feira da Cartoomics and Games Week.