Com um anúncio para dizer o menos surpreendente e inesperado, a Microsoft anunciou nos últimos minutos que assinou um acordo para a aquisição da ZeniMax Media, que atualmente detém, entre outras, a empresa Bethesda Softworks, assumindo assim o controle, por para citar alguns, de marcas como DOOM, Fallout, The Elder Scrolls, Wolfensein e, consequentemente, títulos muito aguardados, como o muito falado Starfield.

Nem é preciso dizer que ainda é preciso clareza para entender melhor o que essa aquisição implicará no curto prazo, mas é claro que ter o controle de equipes e IPs tão importantes é absolutamente um episódio de importância astronômica em termos não apenas econômicos (o acordo deveria ser custou cerca de 7,5 bilhões de dólares), mas também de importância midiática e, obviamente, uma declaração de intenções (ou guerra?) que não é insignificante dentro da mídia de videogame.