Nevasca Activision notificou os funcionários dos escritórios da Blizzard em Versalhes, perto de Paris, na França, que os escritórios serão fechados, encerrando a presença da multinacional no país.

Os escritórios de acordo com os últimos dados disponíveis alojados aproximadamente 400 funcionários, entre os responsáveis ​​pelo marketing, suporte ao cliente e localização dos jogos da Activision e da Blizzard na Europa.

Ao relatar as notícias Bloomberg nomeação fontes dentro da Blizzard, que pediram para permanecer anônimos. Também dessas fontes, ficamos sabendo que o plano original era realocar pelo menos metade dos funcionários para Londres. Mas a combinação do Brexit com a pandemia também destruiu esse plano, levando ao fechamento total e demissão de funcionários.

O fechamento dos escritórios de Versalhes também é simbólico, já que a França teve um papel crucial na história da Blizzard. Na verdade, em 1998, a software house passou para o controle da Vivendi, um conglomerado francês de telecomunicações. Durante o período de propriedade francesa, a Blizzard lançou quais são seus sucessos mais importantes até hoje. Jogos como Starcraft, Diablo II, Warcraft III e, claro, World of Warcraft. A seção de videogames da Vivendi se uniu à Activision em 2008, apenas para se separar da Vivendi em 2013.

As razões por trás do fechamento podem ser encontradas em um grande projeto de reestruturação societária que a Activision vem implementando nas estruturas da Blizzard nos últimos dois anos. Apesar da independência ostentosa que os criadores do WoW exibem, A Activision está cada vez mais presente nas decisões estratégicas da empresa.

Já no ano passado, os escritórios de Versalhes haviam perdido 134 funcionários no contexto do corte de custos da Activision em todos os seus locais. Após longas negociações com o governo francês, os funcionários aceitaram uma indenização para deixar a empresa.