O caso Fortnite, a batalha legal estourou sobre o agora verão passado e que vê opostos Epic Games e Apple continua. Desta vez, no entanto, o gigante da tecnologia viu o segundo inválido reclamação por danos arquivado em tribunal após a introdução no popular Battle Royale de uma loja interna separada da App Store.

Isso foi confirmado pelo próprio juiz Yvonne Gonzalez Rogers que, após recusar o pedido, confirmou que a polêmica batalha jurídica ainda estará em foco em quebra de contrato e um caso antitruste.

Além disso, o juiz acrescentou que A Apple ainda será capaz de bloquear novas instalações do jogo em seus dispositivos e que o resultado da audiência, marcada para o mês de pode 2021, afetará não apenas as duas partes envolvidas, mas também empresas externas, como Sony, Microsoft e Nintendo.