Em uma entrevista com VentureBeat, o chefe da Gearbox Randy Pitchford falou tanto do recente aquisição da empresa pelo Grupo Embracer por 1,3 bilhão de dólares, mas também sugeriu a chegada de novos jogos, alegando que a software house tem "Tantos novos conceitos de IP" quem está incubando agora e quem está pronto para "explodir".

A venda da Gearbox para a Embracer permitirá que a Gearbox assuma maiores riscos e faça apostas maiores que talvez não fossem possíveis como um estúdio independente.

Pitchford não revelou especificamente sobre o que ele estava realmente falando ao citar esses novos IPs, mas disse que o estudo foi bem-sucedido "Chateado" o mundo dos videogames com suas novas ideias. Ele também acrescentou que a Gearbox está em uma posição única porque não precisa “queimar pontes” para funcionar nesses novos IPs. Fazendo uma comparação com a Epic Games, Pitchford disse que a Epic "queimou as pontes" quando vendeu Gears of War para a Microsoft para que pudesse ter dinheiro para fazer algo totalmente novo, que acabou por ser Fortnite.

“Nós não precisamos. Podemos dar o melhor aos IPs que temos e, conseqüentemente, buscar novos. É incrivelmente emocionante para mim. Eu sinto que estamos apenas começando. Não sei quantos anos me restam, mas quero fazer o máximo que puder enquanto ainda sou útil para esta indústria, enquanto ainda sou útil para pessoas que querem videogames. Pretendo morrer no cargo. "

Apesar da venda da Gearbox para a Embracer, a empresa continua no negócio de 2K Games for the Borderlands.