Dois anos atrás, Sony parou de vender códigos de download para seus jogos em varejistas como Amazon, Melhor compra e Walmart. Agora, a empresa recebeu uma reclamação relacionada a essa mesma ação realizada.

Bloomberg relata que a ação movida em um tribunal distrital em San Francisco argumenta que restringir a compra digital de jogos PlayStation à loja da empresa apenas cria um monopólio ilegal, visto que não há outra fonte de onde comprar versões digitais dos títulos.

De acordo com a causa, "O monopólio da Sony lhes permite cobrar preços acima dos competitivos para jogos digitais PlayStation, que são significativamente mais altos do que seus equivalentes físicos vendidos em um mercado de varejo competitivo, e significativamente mais altos do que seriam em um mercado de varejo. Competitivos para jogos digitais."

Além disso, de acordo com relatórios dentro do processo, as pessoas acabam pagando até 175% mais por jogos digitais do que em disco.