Elden Ring estrela uma interessante entrevista com o diretor Hidetaka Miyazaki. Muitos detalhes surgem na obra.

Entrevistado por Famitsu, Hidetaka Miyazaki teve a oportunidade de retirar o esperado Anel de Elden daquela aura de mistério. Em primeiro lugar, o jogo será o maior já feito pelo estúdio japonês e, como esperado, será um verdadeiro mundo aberto. O mapa, chamado Terras Entre, será dividido em 6 áreas macro, cada uma das quais governada por uma pseudo-divindade e caracterizada por uma masmorra principal. Não será necessário atacar as zonas em uma ordem específica, portanto o jogador terá total liberdade de exploração. Apesar disso, não será possível ir a qualquer lugar no início do jogo. Também apresenta desta vez um hub central, conforme a tradição Soulsian.

Anel de Elden

Segundo o criativo, a duração da aventura deve ser em torno trinta horas de jogo se abordado sem prestar muita atenção aos conteúdos opcionais. Além disso, desta vez, finais diferentes são esperados, de modo que a aventura será vivida uma e outra vez para apreender cada faceta do enredo.

Depois que Sekiro estiver pronto para voltar lá personalização de personagens, bem como as técnicas relacionadas aos tipos individuais de armas. O sistema de combate também estará vinculado aos equipamentos dos Espíritos, que afetarão diversos aspectos como ataque e defesa.

Além disso, segundo o mesmo diretor, o título não deve sofrer novos adiamentos. Nós acreditamos nisso?